Ex-Adeus à Carne

Muitos homens tem por hábito o batismo de seus membros. Ouve-se falar de Bráulio, Adão, Zecão, Toddy e Menelau; Adamastor, /12 e Deus; há mesmo os inomináveis e os improferíveis. Mas havia uma estranha confraria onde o gênero da alcunha é que se destacava: Maria, Margarida, Madalena; Solange, Flávia, Paula, Ana Cristina… Aquela turma, diferente de tantas outras que desde a mais tenra idade compartilham ruas, deu para batizar seus falos com nomes femininos.

O interessante é que este fenômeno gerou outro tão ou mais curioso: proliferaram na cidade vaginas Fabão, xoxotas Carlinhos, xerecas Zé.

Um dia, João, que batizara seu pau de Maria conheceu uma Maria que batizara sua vagina de João. Outro dia, um Marcelo que batizara sua pica de Martinha conheceu uma Martinha que batizara sua boceta de André. E um André que batizara de Antonia e esta de Adolfo e ele de Ana, ela de Laura, então de Pablo e Marieta e Felipe e Matheus e assim por toda a cidade se alastrou a praga. Benigna. Porque nenhum amante jamais foi flagrado ao se ouvirem suspiros por detrás da porta. Quando muito, o ridículo do ciúme ao antever o marido, eu, por exemplo, com uma Carla: quem é essa zinha?!?! Cadê a vagabunda!?!? E o coitado aqui apenas tocando uma punheta…

https://www.facebook.com/adeusacarne

Anúncios

9 Respostas para “Ex-Adeus à Carne

  1. Talvez assim se amava mais. Os órgãos, auto-amor, amor próprio. Estima.

  2. AMEI! Pus um sorriso nos lábios! Ponha, você também, sempre! 😉 Beijãooo!

    Quero assistir a peça inteira… ;-0

    P.S: fui a primeira a comentar…hahahhaaa mas, demorei no meu contato… preferi colocar um nada aconselhável pra se ter contato… 😉

    • Michel, sou um amigo desconhecido e claro um grande fã da sua espirituosidade e poesia – gostaria de saber como chego a você mail, cep… ( quero te dar uma poesia minha para saber a sua ideia… cz.souza@bol.co
      m.br – meu mail e o único meio, por favor rs

  3. O que pensar sobre isso? É mt loOkooo!

  4. O “Quadrilha” do Drummond, no nível genital, é bem mais honesto.

  5. Melamed, numa cidade vizinha da minha, uma cidade ainda mais cidadezinha do que a minha, um conhecido saiu com essa. Foi a maneira que encontrou para desvencilhar-se da ira da companheira ao gritar na vertigem do momento apical em seu ouvido: “Vai Julieta! Vai Julieta! Destroça!” E foi providencial, pois do contrário Gabriela o assassinaria ali mesmo na alcova, por estrangulamento. E eu só trouxe o fato à luz da superfície do seu blog para compartilhar mais algo a fim de ganhar sua confiança e assim descobrir se você é ou não o profeta do novo movimento. Passei o dia entre o trabalho e o significado das instituições “Peça-Desfile” “Adeus à Carne”. Certas concessões não alcanço, sou um simplório. Mas aqui estou, e se é você o profeta da nossa geração, o Melamed que romperá com os portões da velha Jericó para adentrarmos à terra não prometida, quero estar nas fileiras leais. Quero o meu quinhão.

  6. Preciso entrar em contato, aguardo um endereço de e-mail ou algo similar.

  7. Esse Melamed é o cara….muito inteligente, versátil…estávamos na mesma fila (e que fila imensa…) para tirarmos o visto americano e me cocei para fazer um elogio, mas fiquei sem graça…faço agora: é muito bom ator, diretor e tudo mais…sucesso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s